Nos últimos 30 dias, ministro do STF mandou soltar 20 alvos da Lava-Jato no Rio de Janeiro. Juiz Marcelo Bretas enviou ofício defendendo prisões