Ateus X Crentes
ola tudo bem?
Últimos assuntos
» A Gênese como ela é!
Ontem à(s) 09:35 por CRIATURA CRIATIVA

» A Bilbia como ela realmente é!
Ontem à(s) 09:27 por CRIATURA CRIATIVA

» Doce é do Cientista
Dom Jan 07 2018, 08:37 por Criaturo

» Aprovado o monstro da terceirização!
Qui Jan 04 2018, 17:22 por NadaSei

» Ateismo crença e micos!
Qui Jan 04 2018, 15:34 por Criaturo

» Giro Politico
Dom Dez 31 2017, 23:42 por Admin

» POST aqui curiosidades do reino animal e dos seus bichinhos de estimação!
Qui Dez 28 2017, 22:21 por Criaturo

» RECADO A RADIO JOVEM PAN programa 3 em 1
Qui Dez 28 2017, 14:00 por Admin

» Cai a mascara do forista Gigawiew
Sab Dez 23 2017, 22:01 por Criaturo

» Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!
Sab Dez 23 2017, 19:27 por Criaturo

» Injustiça Brasileira
Qui Dez 21 2017, 21:38 por Criaturo

» O FANTÁSTICO MUNDO IMAGINÁRIO DOS POLITICAMENTE CORRETOS
Qui Dez 21 2017, 15:25 por Admin


Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Qua Dez 20 2017, 11:10

Hellen Leite escreveu:



LGBT

Essa sigla significa lésbicas, gays, bissexuais e transexuais e serve para designar o grupo de pessoas que têm uma orientação sexual (LGB) ou uma identidade de gênero (T) diferente da dominante.

Sexo biológico

Determinado pelos genitais, sistema reprodutivo, cromossomos e hormônios. Pode ser feminino, masculino ou intersexo (quando há presença de determinantes tanto masculinos quanto femininos).



Identidade de gênero


É como a pessoa se vê, que pode ser como mulher, como homem, como gênero neutro ou como bigênero. Na maioria das vezes, a pessoa se identifica com o gênero correspondente ao seu sexo biológico, ou seja, nasce com um corpo masculino e se sente homem (se identifica com o gênero masculino) ou nasce com um corpo feminino e se sente mulher. Indivíduos assim são chamados de cisgêneros. Mas, para algumas pessoas, não acontece dessa maneira.

Transgêneros


São todos os indivíduos cuja identidade de gênero não corresponde ao seu sexo biológico. De maneira geral, essas pessoas sentem um grande desconforto com seu corpo por não se identificar com seu sexo biológico. Por isso, têm a necessidade de adotar roupas características do gênero com o qual se identificam, se submetem a terapia com hormônios e realizam procedimentos para a modificação corporal, tais como: a colocação de implantes mamários, a cirurgia plástica facial, a retirada das mamas, a retirada do pomo de Adão. Na maioria das vezes, desejam realizar a cirurgia de redesignação sexual (cirurgia genital). O termo também pode ser usado para todas as identidades não cisgêneras (transexual, travesti, não binário, crossdresser).

Expressão de gênero


É como alguém se mostra para os outros, diz respeito à aparência. É possível ter uma aparência feminina, masculina ou andrógina (que mescla elementos tidos como femininos e masculinos).

FTM


Sigla para female to male (feminino para masculino). São os homens transgêneros, aqueles que transicionaram do feminino para o masculino.

MTF


Sigla para male to female (masculino para feminino). São os as mulheres transgêneras, aquelas que transicionaram do masculino para o feminino.

Transexual


Esse termo deriva da classificação “transexualismo, transtorno de identidade sexual”, descrita na Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10), publicada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e que não é atualizada desde 1989. Segundo a OMS, o transexualismo é “um desejo de viver e ser aceito enquanto pessoa do sexo oposto. Esse desejo se acompanha em geral de um sentimento de mal-estar ou de inadaptação por referência a seu próprio sexo anatômico e do desejo de submeter-se a uma intervenção cirúrgica ou a um tratamento hormonal a fim de tornar seu corpo tão conforme quanto possível ao sexo desejado.”

Disforia de gênero


É um classificação presente no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais de 2012 (DSM-5), editado pela Associação de Psiquiatria Americana (APA). Segundo a APA, disforia de gênero é: ”Uma forte e persistente identificação com o gênero oposto (não meramente um desejo de obter quaisquer vantagens culturais percebidas pelo fato de ser do sexo oposto). Um desconforto persistente com seu sexo ou sentimento de inadequação no papel de gênero deste sexo. A perturbação não é concomitante a uma condição intersexual física. A perturbação causa sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo”.



Travesti
Termo tipicamente dos países da América Latina, Espanha e Portugal. É uma identidade de gênero feminina. O conceito de travesti ainda causa divergência. Mas, para grande parte da comunidade LGBT, a travesti, ainda que invista em roupas e hormônios femininos, tal qual as mulheres transexuais, não sente desconforto com sua genitália e, de maneira geral, não tem a necessidade de fazer a cirurgia de redesignação sexual.
Não binário
Há ainda pessoas cuja identidade de gênero não é nem masculina nem feminina, está entre os sexos ou é uma combinação de gêneros. Essas são as não binárias.


Crossdresser
Termo mais comum nos países de língua inglesa. É alguém que gosta de usar ocasionalmente roupas características do gênero oposto, geralmente em ocasiões específicas.


Drag queen
São homens que se vestem como mulher de maneira caricata com o intuito de realizar performances artísticas, que incluem canto e dança, geralmente em festas e casas noturnas. 


Drag king
São mulheres que se vestem como homem de maneira caricata com o intuito de realizar performances artísticas, que incluem canto e dança, geralmente em festas e casas noturnas. 


Transfobia
É o preconceito, o ódio e a violência dirigidas às pessoas transgêneras.
Transgênero e orientação sexual
Muitas pessoas ainda confundem orientação sexual/romântica e identidade de gênero. A primeira diz respeito ao interesse sexual por outras pessoas. Pode ser por pessoas do mesmo gênero (homoafetivo/homossexual), por pessoas do gênero oposto (heteroafetivo/heterossexual), por ambos os gêneros (biafetivo/bissexual) ou por pessoas de ambos os gêneros e pessoas não binárias (pan-afetivo/pansexual). 
A identidade de gênero não determina a orientação sexual de alguém. Assim, um homem transexual (que nasceu com o corpo feminino e o transformou em um corpo masculino) pode tanto ser gay (gostar de homens) quanto heterossexual (gostar de mulheres) ou bissexual (gostar dos dois). O mesmo pode acontecer com uma travesti. Se ela gostar de homens, ela será uma travesti heterossexual. Se gostar de mulheres, será uma travesti lésbica.
http://especiais.correiobraziliense.com.br/transexual-travesti-drag-queen-qual-e-a-diferenca


Última edição por Admin em Sex Dez 22 2017, 11:30, editado 5 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Qua Dez 20 2017, 11:13

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Criaturo em Qua Dez 20 2017, 11:36

TRANSEXUAL

Esse termo deriva da classificação “transexualismo, transtorno de identidade sexual”, descrita na Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10), publicada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e que não é atualizada desde 1989. Segundo a OMS, o transexualismo é “um desejo de viver e ser aceito enquanto pessoa do sexo oposto. Esse desejo se acompanha em geral de um sentimento de mal-estar ou de inadaptação por referência a seu próprio sexo anatômico e do desejo de submeter-se a uma intervenção cirúrgica ou a um tratamento hormonal a fim de tornar seu corpo tão conforme quanto possível ao sexo desejado.”

AO MEU VER ESSA (des)CLASSIFICAÇÃO É DISCRIMINATÓRIA!
Desejo não pode ser considerado uma doença e sim uma naturalidade, um pré requisito  de ser humano!
a questão é que desejos são incontroláveis e muitas vezes podem ser considerados irracionais pelo próprio individuo (um pai desejando a  própria filha e vice-verso), ou quando censurado por leis  sociais ( como masturbação publica) mas,  o fato é que ninguém pode ser impedido de sentir algo,  a não ser por   força arbitrarias, como castrações  químicas ou fisicas.
pois só cabe ao individuo a decisão de querer ou não mais continuar sentido determinado desejo! Claro, isso quando isso lhe seja possível!
Tambem vejo como legitimo  a procura do bem estar pessoal do individuo como no ato de tentar se agradar da própria aparência, claro desde que não venha prejudicar ou desrespeitar as leis impostas pela sociedade! como por exemplo o desejo de poder se masturbar  em exposição publica!


Última edição por Criaturo em Qua Dez 20 2017, 12:31, editado 1 vez(es)
avatar
Criaturo

Mensagens : 200
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Criaturo em Qua Dez 20 2017, 12:01

Antigamente a biblia proibia comer carne de porco da mesma forma que tambem proibia  o homossexualismo masculino, bem provável uma herança mosaica adquirida ainda dentro da  cultura Egípcia que  visava o controle de possíveis transmissões de doenças.
ok" mas hoje a tecnologia nos permite , permitimos a realização de tais desejos de uma forma mais segura desde que observadas as devidas precauções higiênicas.
avatar
Criaturo

Mensagens : 200
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Qui Dez 21 2017, 09:11

Transfobia
É o preconceito, o ódio e a violência dirigidas às pessoas transgêneras.
Transgênero e orientação sexual
Muitas pessoas ainda confundem orientação sexual/romântica e identidade de gênero. A primeira diz respeito ao interesse sexual por outras pessoas. Pode ser por pessoas do mesmo gênero (homoafetivo/homossexual), por pessoas do gênero oposto (heteroafetivo/heterossexual), por ambos os gêneros (biafetivo/bissexual) ou por pessoas de ambos os gêneros e pessoas não binárias (pan-afetivo/pansexual). 
A identidade de gênero não determina a orientação sexual de alguém. Assim, um homem transexual (que nasceu com o corpo feminino e o transformou em um corpo masculino) pode tanto ser gay (gostar de homens) quanto heterossexual (gostar de mulheres) ou bissexual (gostar dos dois). O mesmo pode acontecer com uma travesti. Se ela gostar de homens, ela será uma travesti heterossexual. Se gostar de mulheres, será uma travesti lésbica.

a serie SENSE 8 da netiflix apresenta este casal gay (masculino) com um relacionamento sexual  romântico e uma demonstração de amor a dar inveja a muito casal de héteros, e ainda ha essa amiga mulher que se sente feliz convivendo com o casal gay ,mas a questão é   possível haver este tipo de relacionamento se não houvesse a satisfação sexual? As pessoas confunde amor com sexo? Em outras palavras fora do laço consanguíneos pode existir   amor sem sexo? Do tipo "amigos para sempre é o que iremos ser...."?  

agora ainda na mesma serie outro caso ainda mais  intrigante:



a loira é era um menino que sofreu booling na escola o que direcionou optar pela a identidade de gênero transexual  feminino,mas ainda não deu para saber se ela manteve seu órgão masculino ou se fez cirurgia  , a morena aceita sua aparência natural feminina mas, possui uma identidade de genero da figura masculina, ela se sente um sedutor ativo e protetor da loira que se identifica com um gênero feminino mais frágil e passivo.
Em uma cena é possível ver a morena usando um órgão artificial masculino em posição ativa , transando com a loira em posição passiva.
Ai que esta o nó, a loira é uma mulher  transexual gay ou seja  ( um homem  com identidade de gênero feminino que gosta de um relacionamento romântico com uma mulher que possui identidade de gênero masculina) mas não somente a identidade de gênero como também  a genitália do sexo masculino!
Digamos que  o fator  de afinidade do casal nasce da aceitação mutua, a morena aceita um homem que possui uma identificação do gênero feminino e que gosta do sexo masculino no caso uma prótese artificial.
A loira transexual feminina ainda conservou um traço da sua personalidade machista, ou seja o de continuar relacionamento apenas com mulheres porem com  órgão artificial  masculino, ou seja trata-se ainda de um caso mal resolvido da própria identificação do gênero. 
No caso o machismo enrustido consiste dela  não aceitar ter um relacionamento com um travesti,  talvez por que um travesti funcionaria como uma espécie de espelho.
Da mesma forma que alguns do sexo masculino não conseguem assumir-se seu lado feminino passivo com preferencia sexual romântica por outros homens, então se iludem com um falso machismo transando com  travestis .
A morena possui também possui a mesma indefinição de genero, ou seja ela ainda mantem um traço de personalidade feminista por não aceitar ter um relacionamento com o mesmo sexo feminino, então  também namora um travesti( hipótese valida  apenas se a loira  manteve a genitália) .
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Sex Dez 22 2017, 07:59

Casal transexual dá à luz menino em Porto Alegre e planeja casamento
Há menos de uma semana, a vida de Helena Freitas, de 26 anos, e de Anderson Cunha, de 21, mudou completamente, como a de todos os pais de primeira viagem. O pequeno Gregório nascia, na manhã de terça-feira, e, com seus 3,6kg e 50cm, transformava a vida do casal de Porto Alegre que precisou enfrentar, além dos desafios de uma gravidez normal, o preconceito. Helena e Anderson são transexuais e, na casa do Gregório, quem engravidou foi o papai.
Juntos há mais de dois anos, eles sempre pensaram em ter filhos, mas não planejavam que acontecesse tão cedo. A notícia da gravidez de Anderson mudou a rotina do casal e selou a união que começou em um baile funk e deve chegar até o altar em breve. Os dois têm planos de casamento, mas antes pretendem organizar a vida a partir da chegada de Gregório.
— A gente se conheceu em um baile funk. Eu estava no banheiro e vi o Anderson no banheiro feminino e comentei: “Gente, tem um homem no banheiro feminino”. Ele, que na época ainda se apresentava como Andressa, falou que era menina. Conversamos, ele me perguntou se eu aceitava um drink e ficamos muito amigos. Depois, trocamos telefone, Facebook, e nos conhecemos melhor. Sempre reparei que ele me tratava de um jeito diferente de que tratava outras meninas. Sentia que tinha a intenção de ter alguma coisa comigo. Estamos juntos, felizes, há dois anos. Oficialmente ainda não somos casados, mas pretendemos nos casar. Em fevereiro, ele me pediu oficialmente e eu aceitei, mas ainda não temos data. Primeiro temos que nos estruturar e a atenção agora é toda pro bebê — conta Helena.


Porém, nem sempre o casal conviveu com apoio dos mais próximos. Helena conta que, no início, amigos e parentes estranharam a relação entre uma mulher lésbica - na época - e uma mulher trans. Dois anos depois, eles mostram que os palpites eram errados e aproveitam a nova família formada.
— Sofremos muito preconceito, mesmo. Desde o início. Amigos diziam que era ela lésbica, que gostava de mulher e não de travesti. As minhas amigas também não entendiam porque eu estava me relacionando com uma lésbica. Nunca respondemos. Eu sempre fui de ficar mais na minha. Um casal trans pode ser feliz e ter uma vida normal. Vi vários comentários falando que é só um homem e uma mulher que fizeram um filho. Não, é bem diferente. Meu objetivo é outro. Meu objetivo foi virar mulher, me tornar mulher e ser tratada como mulher. Sou mulher a todo momento, no trabalho, no ônibus, no mercado. É bem diferente dizer que eu sou um homem que teve um filho.
Estudante de Letras, Helena teve que interromper a faculdade para dar atenção à gravidez de Anderson e, agora, a Gregório. Os outros sonhos podem esperar. Como todo casal de pais babões, os dois agora só querem saber de cuidar do bebê. E desejam a história deles sirva de inspiração para outros casais que sofrem com dificuldades e preconceito.
— Eu quero que sirva de exemplo, que todo casal que sofre o preconceito que a gente sofreu se realize, seja feliz. Foi a melhor coisa que me aconteceu. É muito lindo, ele é todo lindo. Eu tinha diversos objetivos: fazer cirurgia de mudança de sexo, ficar mais bonita, terminar meus estudos, mas interrompi por um bom motivo. E interromperia todas as vezes que fosse necessário. Não penso em mais nada. Acordo pra ele, durmo pra ele, limpo a casa pra ele. É a melhor coisa do mundo — diz, orgulhosa, a mãe.

Helena e Anderson se conheceram em uma festa e estão juntos desde então Foto: Reprodução / Facebook

Apesar do orgulho, Helena não conseguiu registrar seu filho com seu nome social. Ela conta que, apesar de ter apresentado seu documento de identidade com o nome com o qual é conhecida, o funcionário do cartório não autorizou o registro como ela queria.
— Eu apresentei meu documento, com todas as minhas informações. Tenho o direito de registrar meu filho com meu nome social, mas por ignorância o funcionário não soube lidar com isso. Fiz o processo com o nome de registro, porque não queria deixar meu filho sem ser registrado por muito tempo. Depois posso ver de brigar na Justiça, mas ainda não decidi o que vou fazer em relação à isso.
Uma certeza ela tem: Gregório vai crescer em um mundo onde as pessoas são muito mais do que o que um documento diz sobre elas. O maior exemplo está em casa.




https://extra.globo.com/noticias/brasil/casal-transexual-da-luz-menino-em-porto-alegre-planeja-casamento-16746233.html
Orgulhosa, mamãe Helena posa com Gregório no colo Foto: Reprodução / Facebook
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Sex Dez 22 2017, 08:06

Helena escreveu: A gente se conheceu em um baile funk. Eu estava no banheiro e vi o Anderson no banheiro feminino e comentei: “Gente, tem um homem no banheiro feminino”. Ele, que na época ainda se apresentava como Andressa, falou que era menina. Conversamos, ele me perguntou se eu aceitava um drink e ficamos muito amigos. Depois, trocamos telefone, Facebook, e nos conhecemos melhor. Sempre reparei que ele me tratava de um jeito diferente de que tratava outras meninas. Sentia que tinha a intenção de ter alguma coisa comigo. Estamos juntos, felizes, há dois anos. Oficialmente ainda não somos casados, mas pretendemos nos casar. Em fevereiro, ele me pediu oficialmente e eu aceitei, mas ainda não temos data. Primeiro temos que nos estruturar e a atenção agora é toda pro bebê — conta Helena.

interessante!

para Helena é natural  estar se  apresentando com aparência de   homem dentro de uma banheiro feminino, porem ficou surpresa com um homem Anderson estar se apresentando como mulher dentro do banheiro feminino?
Juntou a tampa com a penela
Anderson se sente uma mulher, porem machista ja que conserva seu desejo pelo sexo feminino, Helena da mesma forma se sente um homem feminista por continuar desejando o sexo masculino! Afinidade do casal dai vem a felicidade!
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Sex Dez 22 2017, 08:30

Cordélio um leão que passou acreditar que era um cordeiro

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Sex Dez 22 2017, 09:08

Algumas pessoas não aceitam a forma  que a natureza lhes deu, nos casos de deficiências físicas ou de desconforto visual:



É legitimo a busca da felicidade modificando  a  natureza!
Claro que somente a reação  de alegria ou tristeza  provocada  ao ser,  dirá a ele se agiu  corretamente ou não!


Última edição por Admin em Sex Dez 22 2017, 09:56, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Sex Dez 22 2017, 09:51

mo caso dessa pessoas Anderson e Helena elas ainda estão ainda em processo de identificação de gênero!

vamos estudar uma visão cristã a respeito :

Jesus escreveu:12 Porque há eunucos que o são desde o ventre de suas mães, há eunucos tornados tais pelas mãos dos homens e há eunucos que a si mesmos se fizeram eunucos por amor do Reino dos céus. Quem puder compreender, compreenda.

Entendendo eunucos homens que foram impedidos ou que não desejam ter relações sexuais com mulheres! 
A castração fisica é uma arbitrariedade cometidas por homens contra homens e contra animais! 


Porque há eunucos que o são desde o ventre de suas mães
- os eunucos desde o ventre materno podem ser os deficientes físicos, ou aqueles que  possuem uma natural identidade de gênero contraria a forma do corpo que a natureza lhes deu.  

há eunucos tornados tais pelas mãos dos homens
 
-homens  castrados fisicamente
-apologia ao homossexualismo, adeptos ao modismo,  desenvolveram preferencias romântica  pelo     mesmo sexo  por influências sociais.

-influência religiosas

a si mesmos se fizeram eunucos por amor do Reino dos céus

Celibatários e  religiosos
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Sex Dez 22 2017, 10:59

DISCRIMINAÇÃO INJUSTIÇA OU NECESSIDADE SOCIAL


Temos o mundo para adapta-lo segundo nosso prazer e conveniência humana, porem algumas mudanças acabam por surtirem efeitos indesejados tornando difícil adaptações, porque diante de um universo de diversidades humanas, somos obrigados a construir uma sociedade para maioria que que pensam e veem o mundo da mesma forma, como sempre digo"em Terra de loucos, aja como um deles e te considerarão  normal"
Assim é que a minoria dos  que se  veem ou se comportam de maneira diferenciada da maioria, se veem prejudicadas por não poderem ser assistidas socialmente  com os mesmos direitos E recursos concedidos a maioria!
Dentro de uma sociedade querer atender a  maioria, é o mais racional  a ser feito.
Por exemplo alguns anos a maioria eram de jovens e de meia idade logo era  racional prevalecer um maior numero de vagas de estacionamento para eles, atualmente o numero de idosos aumentou e tende aumentar, então a sociedade tenta sente necessidade de aumentar proporcionalmente a vagas para idosos.O mesmo podemos dizer dos deficientes fisicos !
Ja a questão dos banheiros para uma minoria de pessoas diferenciadas, como deficientes fisicos,ou  de baixa estatura, transexuais , travestis, torna-se irracional ter que disponibilizar numero igual para um numero bem menor de necessitados!  
Mas dai a querer exigir  as mesas condições de igualdade, ou seja como no caso do travesti Anderson (Andressa)  
achar que "possui" direito de  usar um  banheiro feminino expondo uma genitália masculina , causa tanto desconforto para a maioria feminina, quanto uma pessoa jovem achar que pode ocupar a vaga de reservada a idosos ou de deficientes.

  http://ateusxcrentes.forumeiros.com/t43-mundo-lgbt-muito-prazer-em-te-conhecer#1998

Veja que tal atitude provou espanto até em outro transexual : 
Helena escreveu:
 A gente se conheceu em um baile funk. Eu estava no banheiro e vi o Anderson no banheiro feminino e comentei: “Gente, tem um homem no banheiro feminino”.

O fato de alguém se ver como algo diferente do que sua natureza real apresenta, não lhe da os  mesmo direitos, por exemplo o a fato de um jovem se ver e agir como se fosse um idoso, não dará a ele os direitos previstos aos idosos!

Direitos iguais para pessoas iguais?
impossível! porque não existe igualdade entre pessoas diferentes, assim é que são criados os grupo de interesses comuns, quanto maior o numero maior serão seus direitos conquistados, ou seja uma comunidade LGBT ira priorizar atendimento preferencial aos seus "membros" (claro, menos os que ja foram descartados quero dizer   amputados...hihihihihihihi)
Então a situação se inverterá serão os transexuais masculinos  que ficaram surpresos ao encontrarem um hétero  masculino dentro do seus banheiros! 
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Admin em Sex Dez 22 2017, 11:14

há eunucos tornados tais pelas mãos dos homens
 
-homens  castrados fisicamente
-apologia ao homossexualismo, adeptos ao modismo,  desenvolveram preferencias romântica  pelo     mesmo sexo  por influências sociais.

-influência religiosas

      Essa menina nasceu mulher e foi transformada em cachorro pelos próprios pais, então devemos aceitar a forma como ela se sente, age e pensa ser, um animal?
Devemos incentiva-la a continuar acreditando que é um cachorro!
Mais que isto devemos alterar  sua forma humana, para que ela fique mais  semelhante a um cachorro?  






avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Criaturo em Sab Dez 23 2017, 19:26


HÉTEROFOBIA! Caiamba pu iéssa eu não iperava!

avatar
Criaturo

Mensagens : 200
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Criaturo em Sab Dez 23 2017, 19:27

pois é gente o vento tem que soprar para todos os lados!
avatar
Criaturo

Mensagens : 200
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum