Ateus X Crentes
ola tudo bem?
Últimos assuntos
» A Gênese como ela é!
Ontem à(s) 09:35 por CRIATURA CRIATIVA

» A Bilbia como ela realmente é!
Ontem à(s) 09:27 por CRIATURA CRIATIVA

» Doce é do Cientista
Dom Jan 07 2018, 08:37 por Criaturo

» Aprovado o monstro da terceirização!
Qui Jan 04 2018, 17:22 por NadaSei

» Ateismo crença e micos!
Qui Jan 04 2018, 15:34 por Criaturo

» Giro Politico
Dom Dez 31 2017, 23:42 por Admin

» POST aqui curiosidades do reino animal e dos seus bichinhos de estimação!
Qui Dez 28 2017, 22:21 por Criaturo

» RECADO A RADIO JOVEM PAN programa 3 em 1
Qui Dez 28 2017, 14:00 por Admin

» Cai a mascara do forista Gigawiew
Sab Dez 23 2017, 22:01 por Criaturo

» Mundo LGBT muito prazer em te conhecer!
Sab Dez 23 2017, 19:27 por Criaturo

» Injustiça Brasileira
Qui Dez 21 2017, 21:38 por Criaturo

» O FANTÁSTICO MUNDO IMAGINÁRIO DOS POLITICAMENTE CORRETOS
Qui Dez 21 2017, 15:25 por Admin


Reencarnação: o mal nunca é uma escolha

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Reencarnação: o mal nunca é uma escolha

Mensagem por Admin em Qui Dez 14 2017, 09:11

 
sybok disse: Cristo não falou sobre outros fardos ou caminhos, deu o exemplo e mandou SEGUI-LO.

disse seus discípulos : "mestre vimos um homem que não segue ao Sr.pregando e expulsando demônios, quer que o reprendamos ? "
Disse Jesus: "Deixai o homem em paz , se não esta contra nós esta ao nosso favor."


sybok disse: Cristo não falou sobre outros fardos ou caminhos, deu o exemplo e mandou SEGUI-LO.Criaturo, você pode considerar o cristianismo radical, como ateus consideram, e, pode considerar que os ensinamentos de Cristo eram radicais, pois ele ensina o ascetismo, ou seja, o isolamento, jejum, celibato, etc...Agora dizer que minha "interpretação" do cristianismo é radical, só porque você não concorda com os ensinamentos de Cristo, ai já é apelação.[

ele não passou sua vida inteira em um mosteiro, nem no deserto jejuando, muito menos mandou os outros fazerem isso,isso não passa de interpretações radicais de monges.


sybok disse: lá.
Cristo nunca falou sobre mundo espiritual.

E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior.
Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está dentro de vós.

digamos que mudar de realidade seria sintonizar nossa consciência nela.




sybok disse:



sybok disse: Se você vê o cristianismo como radical e não pretende segui-lo, ótimo, mas isso não é "interpretação", o cristianismo é isso ai, você goste ou não disso.

ta na hora de voce abrir sua igreja que tal:

"iluminados da ultima hora" "despertando com cristo"


sybok disse: O Cristianismo nos ensina a nos anular-nos. "Se alguém quer vir após Mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, dia após dia, e siga-Me [Lc 9, 23]".

anular-se no sentido de fazer a vontade divina, certamente carregaremos uma cruz parecida com a de Jesus,mas enquanto seus discípulos caminhavam com ele não eram obrigados a jejuarem e sim saírem em missão de caridade.
A dificuldade esta em aprender a diferenciar a vontade divina da nossa e quando elas se tornam semelhantes.

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: CRIATURO disse: se Deus criou esta ilusão da individualidade por que voce acha que pode acabar com ela e por que acha que este é o caminho a ser seguido?

Porque é o que Cristo e outros ensinam e é o que pode ser visto por qualquer um que já tenha removido o véu por um segundo e visto o falso eu como o que ele é, um FALSO eu.

neste mundo não exitem orgasmos permanente, por que no outro existiria mais uma das sacanagens divinas ?


sybok disse: Ao que tudo indica é Deus quem passa a agir através de nós, passamos a ser "um" com ele e não mais sujeitos ao karma (não existe mais ação), pois passa a não mais existir distinção entre nossos atos e os atos de Deus. Fazemos o que deve ser feito.
ao que me parece a maior ilusão é acreditar que Deus é um sacana que podendo ter nos criado "anjos contemplativos, reflexos do narcisismo divino" dentro do seu paraíso, tenha preferido nos mandar viver como animais na terra.
prefiro acreditar que Deus nunca deixe de fazer o melhor, portanto esta nossa vida já é o melhor,mas ilude-se quem acha que ainda poderá encontrar o paraíso completo Deus pois, essa ilusão faz parte do motor que move a vida eterna.


sybok disse: O ser humano naturalmente tem desejos (pecado original) e foi nos dada a obrigação de nos libertarmos deles.

interessante voce acusa Deus de termos sido "mal-criados" com obrigação de corrigir o erros divinos ?
iluminar-se seria o que livrar-se da: ilusão,pensamentos, desejos,razão ?
Deus nos criou mal com a obrigação de nos fazermos bons ?
Digo que Deus nos criou ignorantes e assim permaneceremos eternamente e ilude-se quem acha que conseguira criar uma luz dentro de si tão poderosa capaz de expulsar toda escuridão, pois a ignorância nata é o único motor capaz de sustentar a vida tornando-a eternamente Desejável.


sybok disse:
Entenda assim, todos os outros animais são mortos-vivos, basicamente maquinas mecânicas movidas por desejos e instintos.
O ser humano é a forma de transição entre o mecânico e o vivo, estamos aqui para passar do mecânico, para o vivo.
sybok disse: Ao que tudo indica é Deus quem passa a agir através de nós, passamos a ser "um" com ele e não mais sujeitos ao karma (não existe mais ação), pois passa a não mais existir distinção entre nossos atos e os atos de Deus. Fazemos o que deve ser feito.
sua lógica cai sempre na redundância:
todo pensamento é divino, precisamos eliminar todos pensamentos divinos, para nos tornarmos unos com o pensamento divino ?
E os animais seriam mais uma das sacanagens divinas? Robozinhos formados por micros robozinhos celulares, eternas formiguinhas descendo o rio ?
A luz divina não brilha para todos ? Ou Deus cria luz para e eternos cegos, nunca a conhecerem ?
aposto mais que Deus distribuiu partes de si mesmo e disse a elas : "voltem para mim novamente se forem capaz, contrariem a minha vontade !
E não é que temos um desejo natural para voltarmos ao nosso paraíso perdido Deus ?
encontraremos lugares mais prazerosos o nosso paraíso de passagem,mas nunca cessará o desejo de encontrarmos Deus, para mim este é o sentido que move a vida.

setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Estou especulando que para se sair do estado de vigília seria necessário ter pré requisitos em termos do bem X mal.

O próprio maquinário mental é o que está ligado a essa questão do bem e do mal.
O que chamamos de "bem" e "mal" é em grande medida fruto das nossas distorções e ilusões.
Deus não concorda com nossos pontos de vista a esse respeito e grande parte do "mal" que causamos é o resultado da busca de nossos desejos, entre eles nossos desejos a cerca do que julgamos ser o "bem".
Nazistas em busca da perfeição e socialistas em busca da justiça social são um bom exemplo disso.
Isso significa que o próprio desejo pelo "bem" deve ser eliminado, o que não é nada ruim, visto que esse desejo de "bem" é origem de grande parte do "mal".

Para "parar" a mente e leva-la fora vigília, somos obrigados a eliminar todos os desejos e crenças, inclusive esses que dão origem aos nossos conceitos de bem e mal e criam tais condutas consideradas "más".
Isso significa não só não praticar certas coisas que julgamos como sendo ruins, mas também aceitar coisas que pensamos serem ruins.

Em suma é preciso abandonar os próprios conceitos de bem e mal como entendidos erroneamente hoje. Isso é um problema pois perdemos a crença na característica de Deus como um ser "bondoso" e ele passa a ser uma incógnita um tanto assustadora.
Esse é um dos desafios que a mente tem que encarar e que pode levar a sua "queima" se ela não conseguir lidar com isso.

setembro 2013 Sinalizar0
Ayyavazhi disse: Sim. E é nesse estado de transe (literalmente) que nos julgamos livres...
Já nem sei qual é o mais assustador.
Se estar em transe sem perceber-se em transe e julgando-se livre, ou se é inicio do despertar, onde nos damos conta do estado em que estamos e passamos a questionar todas as possibilidades que isso traz em um mundo onde Deus não compartilha da nossa noção de bem e mal.

O transe tem lá seus confortos e serve bem a mente enquanto ela não está preparada para lidar com certas questões, mas a situação em si, de ignorar o próprio cativeiro é mais complicada e desesperançosa.
É meio 1984 isso tudo.

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: Deus não concorda com nossos pontos de vista a esse respeito
sybok disse: Isso é um problema pois perdemos a crença na característica de Deus como um ser "bondoso" e ele passa a ser uma incógnita um tanto assustadora.

Já faz um tempinho que cheguei a um acordo comigo mesma sobre Deus, não sei o que é, sou totalmente ignorante das coisas Dele então não tento entender o que tenho plena ciëncia que desconheço. Deus é um conhecimento intuitivo e vai ficar assim por quanto tempo não tenho idéia.


sybok disse: grande parte do "mal" que causamos é o resultado da busca de nossos desejos, entre eles nossos desejos a cerca do que julgamos ser o "bem"

Estamos em aprendizado, o conceito do Bem pleno ainda jaz distante mas se eu que sou só um grãozinho de poeira do cosmo tenho uma noção do que seja nem me passa pela cabeça que Deus não o tenha, rs.




setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: Sua afirmação é infundada, você não sabe o que resulta na anulação total do ser, nem saber o que são os desejos.

incorporei o NadaSei


sybok disse: a iluminação muito rápido sob risco de na verdade acabarmos sendo "queimados" ou invés de "iluminados".

o monge que ateou fogo no próprio corpo que o diga.


Ayyavazhi disse: Não-agir é diferente de não fazer nada.

e como seria agir sem ter vontade própria ?


Ayyavazhi disse: Necessariamente, não. O bem é preferível ao mal (do ponto de vista humano), mas não é imprescindível em nossa religação.

e por que fomos desligados ?


Ayyavazhi disse: sybok disse: Do contrario não aceitamos a vida, nossa mente não suporta a realidade

Aqui está toda a explicação para recebermos ensinamentos primários, como já cansei de alertar.

do ponto de vista cético esse é o motivo para criarmos ilusões


salgueiro disse: CRIATURO disse: salgueiro disse: Se eu quiser fico dias sem comer, já fiquei trës.
e qual foi a moral da reflexão ?

hahaha, moral não tem nenhuma Criaturo,

jejum é usado como ferramenta de reflexões, pois este estado nos liga naturalmente com nosso eu mais profundo.

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: deduzo que o nobre amigo esteja definindo "eu" como "vontade própria"

Exato.


CRIATURO disse: No próximo estagio o desejo incita o aparecimento da razão e esta nos guia até a humanidade, concretizando de vez o nascimento do nosso "eu" na eterna busca pelo seu complemento Deus.
Você pode acreditar no que quiser, mas o fato é que a razão pode ser calada, tem um funcionamento mecânico e está longe de resolver o problema do "eu", muito pelo contrario qualquer coisa que nos escravize como desejos e pensamentos, são a antítese do "eu", são seu oposto.


CRIATURO disse: porque Deus criaria marionetes ? Isso não seria muita falta de criatividade?
Pergunte pra ele, mas saiba que a sua falta de entendimento das razões dele, não muda os fatos.
Deus discorda de você e de todos nós, o que mão é nada surpreendente, visto que somos incrivelmente ignorantes, e, diga-se de passagem, por imposição dele.


CRIATURO disse: estranho é você afirmar que os nossos pensamentos são de Deus e que manifesta-los são um pecado e o correto é iluminar-se para poder anula-los ?
Contradição do tipo vulcana e neste caso pecamos na velocidade do pensamento.
A única contradição está na sua interpretação do que foi dito, pois eu nunca disse que os nossos pensamentos são de Deus, disse que são fruto dos mecanismos do corpo.


CRIATURO disse:
sybok disse: Nagar a si mesmo não trata só de caridade ou coisa do tipo, se assim fosse Cristo não teria ensinado o jejum e o celibato.
então por que afirma que a caridade não faça parte do caminho que conduz a iluminação, nem pode aproximar o homem de Deus ?
sermão, pão e peixes foi a receita usada para ensinar.

Eu nunca disse que a caridade não faz parte do caminho, disse que o DESEJO pela caridade é uma pedra no caminho tanto quanto qualquer outro desejo e que ninguém entrará no "reino dos céus" fazendo caridade desejosa, pois não são os atos o foco, mas os MOTORES dos atos.

Já disse e repeti mil vezes que a discussão não é sobre atos, mas sobre o que motiva tais atos, sobre o que está por trás desses atos.

É você quem insiste em interpretar isso como uma critica a caridade, quando na verdade isso é uma critica a pessoas vaidosas e egoístas que fazem caridade somente para se sentirem bem consigo mesmas e para tentarem comprar fácil e barato uma entrada no reino dos céus.

Não adianta SIMULAR um comportamento cristão, "imitando" cristãos nas atitudes, mas pecando em pensamento e fazendo tudo levado pelos motores errados.


CRIATURO disse: ele não passou sua vida inteira em um mosteiro, nem no deserto jejuando, muito menos mandou os outros fazerem isso,isso não passa de interpretações radicais de monges.

Não é o que podemos ver na biblia.
Na biblia vemos um homem solteiro, resistindo a todas as tentações, vivendo de pregar as boas novas sem adquirir posses ou buscar viver a vida mundana, indo atrás de emprego ou família.

Vemos também ele ensinando que pessoas se fazem "eunucos" pelo reino, dizendo que o mero desejos ainda que só em pensamento é pecado, vemos ele ensinando pessoas a deixarem o trabalho, não se preocuparem se quer em enterrar seus parentes mortos, ou se despedirem da família.

Em suma, vemos ele ensinando o contrario de tudo o que você defende e dizendo: "Nega-te a ti mesmo e me siga!"

É você quem está tentando tapar o sol com a peneira e querendo guri dos fatos.
Eu já postei inúmeras passagens onde fica clara a seriedade com a qual Cristo lida do assunto.

Lanço o desafio!
Poste ai as passagens onde Cristo ensina que é bom desejar e diz para levarmos a vida correndo atras dos nossos sonhos e nos divertindo com os "presentes" de Deus.


Eu corroboro minha interpretação com passagens bíblicas de Cristo afirmando tais coisas, agora, se você diz que não é isso, poste ai as passagens que corroboram o que você diz.


CRIATURO disse: anular-se no sentido de fazer a vontade divina, certamente carregaremos uma cruz parecida com a de Jesus,mas enquanto seus discípulos caminhavam com ele não eram obrigados a jejuarem e sim saírem em missão de caridade.

Mais uma vez você está enganado.


Então, chegaram ao pé dele os discípulos de João, dizendo: Por que jejuamos nós e os fariseus muitas vezes, e os teus discípulos não jejuam?
E disse-lhes Jesus: Podem porventura andar tristes os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? Dias, porém, virão, em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão.

Mateus 9:14-15


No cristianismo existem duas coisas distintas ai.
1 - As "boas novas", ou seja, a doutrina contendo as praticas que permitem a "salvação" das pessoas e a sua união com Deus, quando colocadas em PRÁTICA.
Praticas que consistem em negar-se a si mesmo, vigiando os pensamentos, praticando o jejum, o celibato, etc...

2 - A criação da igreja e a função dos discípulos em levar a doutrina aos outros, para informar aos outros o que eles podem praticar para buscarem a união com Deus.

A missão dos discípulos não era exatamente de "caridade", mas de levar as boas novas para permitir ao povo a união com Deus, ao mesmo passo em que ao abandonar a própria vida para se dedicar a esse trabalho de semear a doutrina, eles próprios estariam praticando a negação de si mesmos.

Por isso mesmos eles precisariam continuar eles próprios PRATICANDO coisas como o jejum.
Ou por acaso jejuar é fazer algo pelos outros?



CRIATURO disse: neste mundo não exitem orgasmos permanente, por que no outro existiria mais uma das sacanagens divinas ?
Quem fala sobre outros mundos é você, não eu.


CRIATURO disse: prefiro acreditar que Deus nunca deixe de fazer o melhor, portanto esta nossa vida já é o melhor

Você é livre para acreditar no que preferir, se você prefere acreditar nisso, paciência, eu prefiro buscar a verdade, mesmo que ela contrarie minhas crenças e preferencias.


CRIATURO disse: Digo que Deus nos criou ignorantes e assim permaneceremos eternamente e ilude-se quem acha que conseguira criar uma luz dentro de si tão poderosa capaz de expulsar toda escuridão, pois a ignorância nata é o único motor capaz de sustentar a vida tornando-a eternamente Desejável.
Sendo ignorante, como você pode achar que sabe disso?
Foi feito ignorante e acha que sabe como seremos por toda a eternidade? Acha que sabe o que Deus quer de nós e pra que nos fez como somos?

Para alguém ignorante, você parece saber muito sobre as "razões" de Deus.
Tem certeza de que você é ignorante mesmo? Não é onisciente como o próprio Deus?
Pois precisaria ser para afirmar essas coisas que afirma.

Deus também nos deu capacidade de aprender e de compreender nossa própria ignorância...
O primeiro passo de quem entende a própria ignorância, é deixar de ter certezas, especialmente sobre os caminhos de Deus.
Deus nos fez ignorantes, justamente por isso você não tem como saber o que você acha que sabe.


CRIATURO disse: sua lógica cai sempre na redundância:
todo pensamento é divino, precisamos eliminar todos pensamentos divinos, para nos tornarmos unos com o pensamento divino ?
A única coisa recorrente é a forma como você insiste em refutar o que eu nunca afirmei.

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: jejum é usado como ferramenta de reflexões, pois este estado nos liga naturalmente com nosso eu mais profundo.

Mas é isso Criaturo "para alguns ou muitos", rs, comigo não, fico sem comer em estado 'normal'.

setembro 2013 edited setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: Você pode acreditar no que quiser, mas o fato é que a razão pode ser calada, tem um funcionamento mecânico e está longe de resolver o problema do "eu", muito pelo contrario qualquer coisa que nos escravize como desejos e pensamentos, são a antítese do "eu", são seu oposto.

voce não tem vergonha em querendo anular estas obra divina, pensamentos , desejos, ração ? ou apenas quis dizer querer aprender controla-los, pois anular totalmente creio ser impossível!


sybok disse: CRIATURO disse: porque Deus criaria marionetes ? Isso não seria muita falta de criatividade?
Pergunte pra ele, mas saiba que a sua falta de entendimento das razões dele, não muda os fatos.

me recuso a pensar em limitar Deus a humanos, pois creio na sua maior capacidade,mas é justo questionar você que se limita acreditar-se apenas um marionete divino.
uma formiga descendo o rio em cima de um tronco.
"oh dó, um deus malvado criou a formiga, o rio e as arvores um verdadeiro complô pra maltratar inocentes, sera que deus também gosta de pescar em aquários ?


sybok disse: Deus discorda de você e de todos nós, o que mão é nada surpreendente, visto que somos incrivelmente ignorantes, e, diga-se de passagem, por imposição dele.
não seria pretensão acreditar que um dia conseguirá deixar de ser ignorante, não seria esse um pensamento de Lucifer ?



sybok disse: A única contradição está na sua interpretação do que foi dito, pois eu nunca disse que os nossos pensamentos são de Deus, disse que são fruto dos mecanismos do corpo.

disse que nossa consciência era formada pelos pensamentos soprados de Deus.
se afirma que não temos um "eu" nem pensamentos, nem vontade, nem razão que tudo isso é uma mecânica criada por Deus, logo afirma que os pensamentos são divinos e não nossos, portanto querer elimina-los é uma contradição.


sybok disse: Nazistas em busca da perfeição e socialistas em busca da justiça social são um bom exemplo disso.

sim um bom exemplo do que não devemos fazer desvirtuar a moral do bem para tentar justificar o mal, ou agora justiça social significa discriminação social, em prol do bem estar pessoal?
Advogados do diabos legislando em causa própria são da pior espécie matam e ainda tentam manchar a moral das suas vitimas, para justificar suas animalidades.


sybok disse: Eu nunca disse que a caridade não faz parte do caminho, disse que o DESEJO pela caridade é uma pedra no caminho tanto quanto qualquer outro desejo e que ninguém entrará no "reino dos céus" fazendo caridade desejosa, pois não são os atos o foco, mas os MOTORES dos atos.

" de riquezas ilícitas fazeis muitos amigos, pois na necessidade são eles que virão te ajudar"
Quem muito necessita de ajuda não questiona muito a moral do seu salvador e se for uma pessoa grata e justa sentira que tem uma divida com seu bem-feitor, não importando se outros o consideram um mal-feitor.
Me explique como alguém pode fazer caridade sem antes ter desejado isso?
quando fazemos caridade comercial o máximo que pode acontecer é não termos o retorno esperado, mas acredito que dificilmente um bem feito se transformará em um mal feito, pelo contrario no momento mais oportuno voltara com medida dobrada conforme jesus ensinou a cada um sera dado conforme suas próprias obras, quem planta o bem no futuro não colherá o mal.



sybok disse: Já disse e repeti mil vezes que a discussão não é sobre atos, mas sobre o que motiva tais atos, sobre o que está por trás desses atos.

independente da motivação, o que constrói um mundo melhor são "ações caridosas" é esta realidade que todos esperam o céu na terra aqui e agora "basta desejarmos" isto praticando o bem comum.
O reino dos céus que esta dentro de nós é o "desejo" de fazermos o bem comum, pois onde esta o nosso coração também estará o nosso tesouro.
E não adianta ajoelhar e ficar dizendo "Sr. faça de mim um instrumento da sua vontade" pois Deus não quer impor a sua vontade e isto ja esta bastante claro.
É voce que não deseja assumir responsabilidade pelos seus próprios desejos, agora tenta devolve los a Deus, voce tem certeza que que este é o caminho mais difícil ? Da omissão?
Se agora voce ja deseja responsabilizar Deus pelos seus atos sejam eles mecânicos ou próprios, imagine depois da iluminação estará liberto sim, mas de toda responsabilidade, né ?
logica redundante Adão era isento de responsabilidades, como marionete entendiou-se , Deus lhe deu uma companheira, veio o entendimento com ele as responsabilidades, um fardo pesado que o homem sonha em abandonar voltando para o paraíso perdido dos marionetes.
Interessante! você diz que somos marionetes mecânicos e deseja voltar a praticar integralmente a vontade divina? passando a ser um reflexo, robô divino ?
Entendi! você esta querendo auto promover-se de marionete humano, para um marionete anjo .
Isto me lembra pessoas sem personalidades próprias, que omissas observam os desejos dos outros construindo algo, quando da certo elas dizem muito bem, mas se der errado passam a criticar duramente, se isentando de qualquer responsabilidade por aquele desejo.
Diga a verdade é mais comodo ser apenas um reflexo divino do que ter que assumir responsabilidades?


sybok disse: Não adianta SIMULAR um comportamento cristão, "imitando" cristãos nas atitudes, mas pecando em pensamento e fazendo tudo levado pelos motores errados.

em termos de evolução é melhor do que ser um omisso, ou um egoísta que age pensando apenas em si e para isso tenta justificar-se de todas as formas imagináveis.


sybok disse: Na biblia vemos um homem solteiro, resistindo a todas as tentações, vivendo de pregar as boas novas sem adquirir posses ou buscar viver a vida mundana, indo atrás de emprego ou família.


mas ele te disse para pegar a sua cruz e segui-lo, não disse para voce pegar a cruz dele.
Ele tinha uma missão e sabia que depois iria embora, voce sabe qual é a sua missão aqui na terra ?
o que significa isso: "ou você trabalha para mim ou então trabalha para eles ?"
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reencarnação: o mal nunca é uma escolha

Mensagem por Admin em Qui Dez 14 2017, 09:13


sybok disse: Lanço o desafio!
Poste ai as passagens onde Cristo ensina que é bom desejar e diz para levarmos a vida correndo atras dos nossos sonhos e nos divertindo com os "presentes" de Deus.
sybok disse: vemos ele ensinando pessoas a deixarem o trabalho, não se preocuparem se quer em enterrar seus parentes mortos, ou se despedirem da família.

horará pai e mãe,mas pelos seus preceitos de homens, tens anulado os mandamentos de Deus.

o bom servo pega o tesouros recebidos os multiplica através das suas ações e o devolve ao seu Senhor.
o Servo preguiçoso recebe o tesouro e o enterra, e diz que o seu Senhor é mau e o devolve como recebeu.

Jesus ensina que Deus e ele trabalham até agora, portanto o tempo do paraíso contemplativo ja foi, que agora é tempo do trabalho eterno, de ação e não contemplação.
Post edited by CRIATURO on setembro 2013

setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Mas é isso Criaturo "para alguns ou muitos", rs, comigo não, fico sem comer em estado 'normal'.

neste caso um de nós é anormal

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: neste caso um de nós é anormal

Canso de dizer que as pessoas são diferentes, rs.

setembro 2013 Sinalizar0
Tá difícil heim? Muito difícil!!!! Rsrsrsrs!!!!

setembro 2013 Sinalizar0
Ayyavazhi disse: Não há um ‘eu’ agindo. Não existe ego por trás da ação, logo, não pode haver karma. Isso é a mesma coisa que o não-agir, dito pelo Sybok. Não-agir é diferente de não fazer nada. Você continua a fazer as coisas que precisam ser feitas, que fazem parte de sua vida, mas sem identificação com essa ação. Um observador não é responsável pela ação que presencia; do mesmo modo, livre do ego, você atua como um observador de sua própria ação. Ela não lhe pertence, com também não lhe pertencem seus resultados.

Olha só! Isso aí que você menciona me parece mais como entregar o comando para um outro agente e ficar observando a ação.
Se nesse estado você diz que a ação "... não lhe pertence, com também não lhe pertencem seus resultados."
Fica subentendido que você deixou-se ser controlado.
Isso é anular seu "eu" para deixar que outro (seja la quem for) assuma.

Não me parece um "encontro" do "eu", mas uma submissão à um determinismo externo. Uma anulação de si mesmo em prol de outro.

Desculpa, mas isso me parece o oposto de "achar-se". Seria mais uma "morte" do individuo para a ação, limitando-o à um mero observador das ações de outro.

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: voce não tem vergonha em querendo anular estas obra divina, pensamentos , desejos, ração ? ou apenas quis dizer querer aprender controla-los, pois anular totalmente creio ser impossível!

"Nega-te a ti mesmo" - Jesus Cristo

Não tenho vergonha de fazer o que é certo.


CRIATURO disse: disse que nossa consciência era formada pelos pensamentos soprados de Deus.
se afirma que não temos um "eu" nem pensamentos, nem vontade, nem razão que tudo isso é uma mecânica criada por Deus, logo afirma que os pensamentos são divinos e não nossos, portanto querer elimina-los é uma contradição.
Não foi bem isso o que eu disse e tal coisa foi um especulação sobre OUTRO assunto, sobre a nossa "essência", não se relaciona em nada com os NOSSOS pensamentos que como dito, são fruto dos mecanismos do corpo.

E como já foi explicado, não existe contradição nenhuma, é a transição entre o mecânico e o vivo, além do que o transe tem sua função de "cozimento" como já foi dito inúmeras vezes.
Nos dar uma mente confusa e nos obrigar a aprender a controlá-la, não tem nada de contraditório, ele não nos Deus uma mente confusa por desejar que sejamos confusos, mas para obrigar certo aprendizado e nos obrigar a organizar e controlar nossa própria mente.

Seria como dizer que é contraditório um bebê ter que aprender a andar, só por ter nascido em uma condição oposta, precisando desenvolver os músculos, o corpo e o uso da mente nessa tarefa.
CRIATURO disse:
sim um bom exemplo do que não devemos fazer desvirtuar a moral do bem para tentar justificar o mal, ou agora justiça social significa discriminação social, em prol do bem estar pessoal?
Justiça social significa seja lá o que for que a pessoa acredite significar.
Seus conceitos de bem e mal não são superiores aos de ninguém, nem estão mais corretos que qualquer outro.
Deus não compartilha dos teus conceitos tanto quanto não compartilha dos de ninguém, é nossa mente quem raciocina segundo tais conceitos.

Pra nós obrigar os seres vivos a se devorarem é algo maligno, Deus não concorda conosco.


CRIATURO disse: Advogados do diabos legislando em causa própria são da pior espécie matam e ainda tentam manchar a moral das suas vitimas, para justificar suas animalidades.
Manchar a moral da vitimas tipo afirmando que foram estupradas por terem feito mal a alguém em uma vida passada e agora estarem resgatando esse carma?
CRIATURO disse: Me explique como alguém pode fazer caridade sem antes ter desejado isso?
Fazendo por obrigação, como quando temos que ir ao dentista ou levantar cedo para ir trabalhar em um dia de chuva.
Quem deseja fazer caridade por querer se sentir bonzinho, está somente inflando o próprio ego e seria melhor que não fizesse caridade nenhuma.


CRIATURO disse: independente da motivação, o que constrói um mundo melhor são "ações caridosas" é esta realidade que todos esperam o céu na terra aqui e agora "basta desejarmos" isto praticando o bem comum.
Diga isso aos vagabundos que sustentam os impérios do Macedo e do Valdomiro, ou então aqueles que permitem que drogados possam viver sem trabalhar, pedindo esmolas para comprar drogas, ou então diga isso as crianças jogadas na rua para pedir esmolas, enquanto seus pais ficam em casa vendo TV e esperando o dinheiro.

Desejar um mundo de caridade é desejar um mundo onde as pessoas necessitem de ajuda alheia por não conseguirem se manter sozinhas.
Prefiro um mundo onde as pessoas estejam bem o suficiente para não precisarem de favor nenhum dos outros.
CRIATURO disse: Interessante! você diz que somos marionetes mecânicos e deseja voltar a praticar integralmente a vontade divina? passando a ser um reflexo, robô divino ?
Entendi! você esta querendo auto promover-se de marionete humano, para um marionete anjo .

Como sua memoria é curta ai vai:


Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis que EU SOU, e que nada faço por mim mesmo; mas isto falo como meu Pai me ensinou.
E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada.

João 8:28-29

Se alguém quer vir após Mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, dia após dia, e siga-Me [Lc 9, 23]

"Eu e o Pai somos um"
João 10:30,


Não existe "marionete", nem ser "controlador" ou "controlado", o que existe é a fusão de ambos em "um". Algo que nossa mente limitada e iludida pela falsa noção de "eu" não pode compreender.

Mas não adianta chorar Criaturo, é como as coisas são e como desde sempre Cristo afirmou que seriam.


CRIATURO disse: em termos de evolução é melhor do que ser um omisso, ou um egoísta que age pensando apenas em si e para isso tenta justificar-se de todas as formas imagináveis.
Pensar em si é justamente o que fazem os caridosos desejosos, que fazem caridade pensando em "evoluir" e em "agradar" a Deus para parecerem "bonzinhos" e receberam os "parabéns".
Não existe nada mais egoísta do que a caridade fajuta de quem pensa poder comprar a entrada no reino dos céus.

Caridade desejosa é pecado.
CRIATURO disse: mas ele te disse para pegar a sua cruz e segui-lo, não disse para voce pegar a cruz dele.
Exato, SEGUI-LO, ou seja, seguir seu exemplo resistindo as tentações e nagando a si mesmo como ele ensinou.
É para seguir os passos dele e o caminho que ele deixou, que conforme ensinado é o caminho da auto negação onde o desejo ainda que só em pensamento é pecado.


CRIATURO disse: horará pai e mãe,mas pelos seus preceitos de homens, tens anulado os mandamentos de Deus.

o bom servo pega o tesouros recebidos os multiplica através das suas ações e o devolve ao seu Senhor.
o Servo preguiçoso recebe o tesouro e o enterra, e diz que o seu Senhor é mau e o devolve como recebeu.

Jesus ensina que Deus e ele trabalham até agora, portanto o tempo do paraíso contemplativo ja foi, que agora é tempo do trabalho eterno, de ação e não contemplação.

Aceito sua desistência. Contra fatos não há argumentos.

setembro 2013 Sinalizar0
Marcio disse: Olha só! Isso aí que você menciona me parece mais como entregar o comando para um outro agente e ficar observando a ação.
Se nesse estado você diz que a ação "... não lhe pertence, com também não lhe pertencem seus resultados."
Fica subentendido que você deixou-se ser controlado.
Isso é anular seu "eu" para deixar que outro (seja la quem for) assuma.

Não me parece um "encontro" do "eu", mas uma submissão à um determinismo externo. Uma anulação de si mesmo em prol de outro.

Desculpa, mas isso me parece o oposto de "achar-se". Seria mais uma "morte" do individuo para a ação, limitando-o à um mero observador das ações de outro.
Que liberdade temos hoje nesse corpo?
Mas não é o encontro de um "eu", é somente o abandono de uma ilusão e da crenças em um falso eu.
Já não temos um "eu", essa é a primeira coisa a entender.

A segunda é que o que iremos encontrar, também não é um "eu", é somente a união com algo maior.
E não parece existir essa relação de "controlador" e "controlado", mas somente a fusão entre duas coisas que passam a ser "uma" só.
Se eu digo e você e eu seremos "um", faz sentido eu dizer que você vai me controlar? Eu poderia dizer que você será "robotizado"?

Numa fusão não existe controlador e controlado, passaremos a ser "um" e não existiria mais um "eu" e um "você", mas somente um "nós".

Isso não é um "eu", mas um "nós". Nossa mente é que atualmente não entende bem esse conceito.

setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Deus é um conhecimento intuitivo e vai ficar assim por quanto tempo não tenho idéia.
suponho que pela eternidade, pois foi ele mesmo que nos expulsou do "paraíso" e não pode ter se equivocado quanto a esta separação!
sonhamos com esse retorno e trabalhamos eternamente em busca dele.

setembro 2013 edited setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: sybok disse: grande parte do "mal" que causamos é o resultado da busca de nossos desejos, entre eles nossos desejos a cerca do que julgamos ser o "bem"

Estamos em aprendizado, o conceito do Bem pleno ainda jaz distante mas se eu que sou só um grãozinho de poeira do cosmo tenho uma noção do que seja nem me passa pela cabeça que Deus não o tenha, rs.

um coisa é certa se o sofrimento existe em infinitas formas, é uma obra feita por Deus e não pode estar equivocado.
criados ignorantes natos, podemos progredir e eternamente continuarmos com graus variados de ignorância acompanhada de algum tipo de sofrimento, Deus não pode ter se enganado a esse respeito, se nos criou homens é porque não nos pode fazer Deus.

A procura do paraíso perdido "Deus" não é o que nos move, então Sybok! Se este desejo é o que te move, não deve ser eterno por que ?
Post edited by CRIATURO on setembro 2013

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: CRIATURO disse: deduzo que o nobre amigo esteja definindo "eu" como "vontade própria"

Exato.

Sim é aqui que sua lógica vai pro beleléu, vejamos:
eu = vontade própria= inexistente = mecânica divina = desejo divino

iluminação = matar o desejos mecânicos divinos (contraditoriamente voltando a ser um robô divino) trocando seis por meia duzia ?

Você poderia tentar salvar sua lógica reconhecendo que alem de desejos mecânicos divinos, possuímos alguma personalidade própria que deverá ser "descartada" na iluminação que nos fara unos com o todo Deus.


sybok disse: A única contradição está na sua interpretação do que foi dito, pois eu nunca disse que os nossos pensamentos são de Deus, disse que são fruto dos mecanismos do corpo.

mecanismos de um corpo criado por Deus, logo nossos pensamentos tem origem em Deus e não são um nosso "eu" como você afirma e nisto não ha nenhuma contradição da minha parte,mas demonstrei no comentário acima, tudo indica que haver uma contradição na sua lógica.


sybok disse: É você quem insiste em interpretar isso como uma critica a caridade, quando na verdade isso é uma critica a pessoas vaidosas e egoístas que fazem caridade somente para se sentirem bem consigo mesmas e para tentarem comprar fácil e barato uma entrada no reino dos céus.

não seria mais egoísta um monge dedicado exclusivamente a iluminação pessoal ? (sei que este não é o seu caso).
Tai a receita da verdadeira felicidade neste mundo! sentir-se bem por estar fazendo o bem! E acredite que se isso fosse facil a muito ja estaríamos vivendo num paraíso terrestre.
Não é justo tentar valorizar suas ações desvalorizando as ações dos outros.
você ja esta convicto ter encontrado o único caminho correto, o mais difícil e o mais sábio a ponto de classificar os outros de iludidos.


sybok disse: Não adianta SIMULAR um comportamento cristão, "imitando" cristãos nas atitudes, mas pecando em pensamento e fazendo tudo levado pelos motores errados.

Neste mundo pensamentos sem mãos são inúteis
um Pai deu ordem a dois filhos , o primeiro respondeu sim Sr. porem foi descansar, o outro xingou e amaldiçoou o Pai o céu e a terra e muito contrariado foi fazer o trabalho ordenado pelo seu Pai.
ainda sim é melhor fazer o certo pelos motivos errado, do que fazer o errado por qualquer motivo.


sybok disse: Vemos também ele ensinando que pessoas se fazem "eunucos" pelo reino, dizendo que o mero desejos ainda que só em pensamento é pecado, vemos ele ensinando pessoas a deixarem o trabalho, não se preocuparem se quer em enterrar seus parentes mortos, ou se despedirem da família.

tudo isso aqui é uma sacanagem divina que devemos rejeitar, ou prazer e sofrimento são necessárias a manutenção da vida ?

Jesus sendo um ser "iluminado" esta uno com Deus, quando ele afirma não ter vindo de moto próprio, não rejeita a possibilidade de ainda possuir um.
Se voce afirma que a vontade dele é una com Deus, porque motivo ele orava pedindo que Deus o atendesse na sua próprias vontades ?
Tipo se for possível passe este cálice de mim ?
Quando voce afirma não existir um "eu Jesus" nenhuma vontade própria a não ser Deus?
Quando Jesus conversava com Deus era um esquizofrênico, ou mais um iludido que acreditava-se um ser a parte de Deus ?
Ele afirmou que apesar de ser semelhante a Deus, Deus ainda era maior do que ele ou seja manteve uma diferença entre humanos e Deus, semelhantes não quer dizer idênticos, ou seja as personalidades próprias serão mantidas.


sybok disse: É você quem está tentando tapar o sol com a peneira e querendo guri dos fatos.
Eu já postei inúmeras passagens onde fica clara a seriedade com a qual Cristo lida do assunto.

ok admito que Jesus de fato alertava para algumas ilusões humanas principalmente ao do egoismo, ele mandou mantermos a vida dos nossos próximos.
Mas em nenhum momento ele mandou todos virarem monges numa exculsiva espera pelo o reencontro com Deus, nem disse peguem a sua cruz, abandonem suas vidas "mundanas" e me sigam para jejuar no deserto em busca da iluminação.
ele disse que horar pai e mãe é uma obrigação humana e que não devemos usar preceitos de homens para invalidarmos as leis de Deus.


sybok disse: A missão dos discípulos não era exatamente de "caridade", mas de levar as boas novas para permitir ao povo a união com Deus, ao mesmo passo em que ao abandonar a própria vida para se dedicar a esse trabalho de semear a doutrina, eles próprios estariam praticando a negação de si mesmos.

Por isso mesmos eles precisariam continuar eles próprios PRATICANDO coisas como o jejum.
Ou por acaso jejuar é fazer algo pelos outros?

trabalhar para construir um mundo melhor, ensinando o caminho correto sem exigir salario é uma caridade, caso contrario seria seria apenas mais um orgulho na ilusão do ego a procura do paraíso perdido.
e francamente ensinar em um pais como o Brasil é quase um ato de caridade......he..he..he..he..he...he


sybok disse: Por isso mesmos eles precisariam continuar eles próprios PRATICANDO coisas como o jejum.
Ou por acaso jejuar é fazer algo pelos outros?

alguns animais jejuam para poderem alimentar seus filhotes


sybok disse: Quem fala sobre outros mundos é você, não eu.

apenas como referencias para diferenciar estágios de consciências sintonizadas em diversas realidades que você simplifica considerando como um único mundo.


sybok disse: Para alguém ignorante, você parece saber muito sobre as "razões" de Deus.
Tem certeza de que você é ignorante mesmo? Não é onisciente como o próprio Deus?
Pois precisaria ser para afirmar essas coisas que afirma.

começou apelar


sybok disse: Deus nos fez ignorantes, justamente por isso você não tem como saber o que você acha que sabe.

enquanto ignorante confio na minha intuição

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: Marcio disse: Olha só! Isso aí que você menciona me parece mais como entregar o comando para um outro agente e ficar observando a ação.
Se nesse estado você diz que a ação "... não lhe pertence, com também não lhe pertencem seus resultados."
Fica subentendido que você deixou-se ser controlado.
Isso é anular seu "eu" para deixar que outro (seja la quem for) assuma.

Não me parece um "encontro" do "eu", mas uma submissão à um determinismo externo. Uma anulação de si mesmo em prol de outro.

Desculpa, mas isso me parece o oposto de "achar-se". Seria mais uma "morte" do individuo para a ação, limitando-o à um mero observador das ações de outro.

Exato Marcio eu ja havia apontado essa contradição de acusar Deus de nos impor uma personalidade mecânica e querer buscar uma iluminação na unificação com Deus tornando-se um omisso irresponsável caindo no mesmo estado anterior sem personalidade própria .

setembro 2013 Sinalizar0
Sybok

Você é Deus ?

setembro 2013 edited setembro 2013 Sinalizar0
Marcio disse: Não me parece um "encontro" do "eu", mas uma submissão à um determinismo externo. Uma anulação de si mesmo em prol de outro.

Desculpa, mas isso me parece o oposto de "achar-se". Seria mais uma "morte" do individuo para a ação, limitando-o à um mero observador das ações de outro.

O mais contraditório é quando o Sybok afirma a não existência um "eu real" apenas uma maquina humana criada por Deus simulando um "eu" virtual escravizando o ser mas, incoerentemente ao se libertar dessa "ilusão" criada por Deus passa a ser robotizado de novo por Deus ?
como ja lhe disse, deseja trocar 6 por meia duzia.
Reinventar a roda observando o formato da lua.
Post edited by CRIATURO on setembro 2013

setembro 2013 edited setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: Nos dar uma mente confusa e nos obrigar a aprender a controlá-la, não tem nada de contraditório, ele não nos Deus uma mente confusa por desejar que sejamos confusos, mas para obrigar certo aprendizado e nos obrigar a organizar e controlar nossa própria mente.

a contradição não é querer aprender controlar os pensamentos de Deus criados mecanicamente pelo corpo, e sim querer anula-lostotalmente tornando os inexistentes, voce esta atentado a descriar as obras divinas e isto não é um pensamento de Deus , não! e ironicamente tenta justificar para isso um suposta união com Deus, onde voltará a ser robotizado por ele.
6 por meia duzia ?
Post edited by CRIATURO on setembro 2013

setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Canso de dizer que as pessoas são diferentes, rs.
graças a Deus! então não entendo por que o Sybok radicaliza uma unificação divina.

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: graças a Deus! então não entendo por que o Sybok radicaliza uma unificação divina.

Não posso tirar conclusão sem ter passado pela experiëncia mas, sempre tem um mas, penso que se eu tivesse me dado ao trabalho de estudar com mais profundidade as grandes religiões chegaria a um resultado diferente do dele. Por mais que queiramos ser isentos sempre interpretaremos o que é dito pelos nossos filtros então qualquer coisa que se apresente a mim como extremo vou estar sempre buscando um entendimento diferente e se passasse pela experiëncia dele provavelmente minhas conclusões seriam outras. Estou especulando claro baseada no conhecimento que tenho de mim, que afinal é tudo o que tenho.

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: CRIATURO disse: disse que nossa consciência era formada pelos pensamentos soprados de Deus.
se afirma que não temos um "eu" nem pensamentos, nem vontade, nem razão que tudo isso é uma mecânica criada por Deus, logo afirma que os pensamentos são divinos e não nossos, portanto querer elimina-los é uma contradição.
Não foi bem isso o que eu disse e tal coisa foi um especulação sobre OUTRO assunto, sobre a nossa "essência", não se relaciona em nada com os NOSSOS pensamentos que como dito, são fruto dos mecanismos do corpo.

E como já foi explicado, não existe contradição nenhuma, é a transição entre o mecânico e o vivo, além do que o transe tem sua função de "cozimento" como já foi dito inúmeras vezes.
Nos dar uma mente confusa e nos obrigar a aprender a controlá-la, não tem nada de contraditório, ele não nos Deus uma mente confusa por desejar que sejamos confusos, mas para obrigar certo aprendizado e nos obrigar a organizar e controlar nossa própria mente.


Se Deus nos deu uma mente confusa temos um Eu e uma vontade própria "diferente" da dele, por que Deus é iria querer voltar ao ponto de partida unificando-se novamente?
Mas se dentro desta unificação ainda existir vontades diferentes ali haverá EUs diferentes é nisto que eu aposto.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reencarnação: o mal nunca é uma escolha

Mensagem por Admin em Qui Dez 14 2017, 09:14


sybok disse: E como já foi explicado, não existe contradição nenhuma, é a transição entre o mecânico e o vivo, além do que o transe tem sua função de "cozimento" como já foi dito inúmeras vezes.
existe uma grande diferença,algo totalmente mecânico não possui vontade própria assim pode ser controlado por outras vontades, sua teoria torna-se contraditória ao afirmar que sairemos da escravidão do Deus mecânico, para ser escravizados pelo Deus vivo , teoria essa do 6 pelo meia duzia.


sybok disse: CRIATURO disse: Advogados do diabos legislando em causa própria são da pior espécie matam e ainda tentam manchar a moral das suas vitimas, para justificar suas animalidades.
Manchar a moral da vitimas tipo afirmando que foram estupradas por terem feito mal a alguém em uma vida passada e agora estarem resgatando esse carma?

Cogitar uma possibilidade não é julgar e condenar mas, ao afirmar que foram assinadas por terem se envolvido com traficantes, ou que crianças se insinuaram aos pedófilos, holocaustos em nomes de Deus, ou por que judeus eram ateus, ou porque justamente alemães cometiam assassinatos em prol de uma sociedade mais "justa" é.
Alias pensando neste seu exemplo do carma espirita, se Moises em nome de deus mandava hebreus(judeus) saírem matando homens , velhos crianças e animais dos seus inimigos de fé infiéis pagãos filisteus, amalequitas enfim todo povo que possuía algum bem cobiçado pelos sem terras hebreus.
considerando que estes mesmos hebreus tenham reencarnados na Alemanha, natural serem roubados e assassinados.
Jesus explicou isso aos judeus fariseus nesta Parabola:
um homem que tinha uma divida enorme foi chamado ao seu senhor para prestar contas, não tendo como pagar, o Sr. o condenou a ser vendido como escravo junto com toda sua família, o homem desesperado pediu clemencia, comovido o Sr. perdoou toda a sua divida.
Mas saindo o homem mau chamou um seu conservo para acertar contas, não tendo o homem como paga-lo começou a espancar lo e o ameaça-lo de o vender como escravo junto com toda sua família se não pagasse o que lhe devia imediatamente,mas quando ficou sabendo disso o Sr. mandou chamar seu mau servo e lhe disse , compadecido de ti não perdoei sua enorme divida , não deveria ter também se compadecido do teu conservo ? ponha esta mau servo na prisão de onde só sairá quando pagar o ultimo centavo da sua divida.
pois bem não forma os hebreus (judeus) escravizado por dez anos no Egito, Deus não ouviu o clamor deles enviando Moisés para liberta-los, pois ao se verem livre não passaram a matar e roubar usando hipocritamente o nome de Deus ?

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: CRIATURO disse: Me explique como alguém pode fazer caridade sem antes ter desejado isso?
Fazendo por obrigação, como quando temos que ir ao dentista ou levantar cedo para ir trabalhar em um dia de chuva.
Quem deseja fazer caridade por querer se sentir bonzinho, está somente inflando o próprio ego e seria melhor que não fizesse caridade nenhuma.

como podemos fazer caridade sem sentir o desejo de praticar esta ação ?
como desvincular a ação do desejo em querer pratica-la ?
Ja sei! iluminando-se Deus nos empurra a fazer tais coisas, pois deixaremos de ter inciativa própria, voltaremos a nivel dos animais ? pior né? ao dos anjos robôs!

é mais comodo não fazer nada, ou melhor nos robotizar através de uma iluminação, assim Deus sera responsável por todos os nossos atos, tipo "ação desapegada" né?


sybok disse: Desejar um mundo de caridade é desejar um mundo onde as pessoas necessitem de ajuda alheia por não conseguirem se manter sozinhas.
Prefiro um mundo onde as pessoas estejam bem o suficiente para não precisarem de favor nenhum dos outros.
Sim um mundo iluminado por fantoches divinos dançando sincronizadamente, dizendo "eu e o pai somos um , tudo que o pai fizer o filho faz semelhante.",mas semelhante não quer dizer idêntico , né? nem sincronizado?
Deus te deu necessidades sociais e você prefere se transformar num marionete divino pra pode fugir deste compromisso social ?
se bem que na pratica você é caridoso teve ou ainda tem ou seus compromissos sociais.
"o voce trabalha para mim ou trabalha para eles"


sybok disse: Diga isso aos vagabundos que sustentam os impérios do Macedo e do Valdomiro

estes são comparáveis aos hipócritas nazistas querendo construir um mundo melhor apenas para eles mesmos, ao custo do sacrifico alheio, são fariseus hipócritas colocando cruzes pesadas nas costas dos outros em nome de deus.
Não devemos esquecer quem carrega pesos fica mais forte.


sybok disse: Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis que EU SOU, e que nada faço por mim mesmo; mas isto falo como meu Pai me ensinou.
E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada.

- O Pai é maior do que eu.
- SR. por que me abandonastes ?
- Se for possível afaste de mim este cálice.



sybok disse: "Eu e o Pai somos um"
João 10:30,

Veja que Jesus enquanto homem tinha vontade própria então a sua iluminação não era uno ao ponto de perder a identidade do seu "eu" humano.
É você que tenta endeusar Jesus por cobiçar a posição qual julga que ele está.


sybok disse: Não existe "marionete", nem ser "controlador" ou "controlado", o que existe é a fusão de ambos em "um". Algo que nossa mente limitada e iludida pela falsa noção de "eu" não pode compreender.

então não existem seres escravizados por um corpo mecânico, fusão de "todos" e "um" significa não existência de individualidades, um personalidade unica era o que havia antes da criação humana, sua teoria tenta descriar algo que Deus criou.


sybok disse: Caridade desejosa é pecado.

mas trabalhar pelo os outros é amor construindo um mundo melhor, sem se importar com calunias que tentam desvirtuar o bem comum promovido por ações trabalhosas e não por palavras frívolas e infrutíferas.


sybok disse: Já não temos um "eu", essa é a primeira coisa a entender.

se não temos um "eu" então nossa vontade ja é a divina, não havendo uma necessidade de união com Deus.
Se a nossa vontade não é a divina, isto prova que exitem outra vontades, ou seja personalidades "eu"
.

Sua teoria da fusão homem e Deus é contrária a lógica da criação, pois retorna ao estado inicial da não criação quando só havia uma unica vontade Deus.


sybok disse: Numa fusão não existe controlador e controlado, passaremos a ser "um" e não existiria mais um "eu" e um "você", mas somente um "nós".

"Nós" era a unica vontade Deus antes da criação depois passou a ter o sobre nome Tudo e Todos individualmente.

setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Não posso tirar conclusão sem ter passado pela experiëncia mas, sempre tem um mas, penso que se eu tivesse me dado ao trabalho de estudar com mais profundidade as grandes religiões chegaria a um resultado diferente do dele. Por mais que queiramos ser isentos sempre interpretaremos o que é dito pelos nossos filtros então qualquer coisa que se apresente a mim como extremo vou estar sempre buscando um entendimento diferente e se passasse pela experiëncia dele provavelmente minhas conclusões seriam outras. Estou especulando claro baseada no conhecimento que tenho de mim, que afinal é tudo o que tenho.

nossos filtros podem ser chamados de afinidades que construindo o nosso ser, de fato desconheço o alem , porem se houver um penso que não será muito diferente do agora, só os muitos descontentes com sua realidade atual sonham com mudanças radicais instantâneas.

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: nossos filtros podem ser chamados de afinidades que construindo o nosso ser, de fato desconheço o alem , porem se houver um penso que não será muito diferente do agora, só os muitos descontentes com sua realidade atual sonham com mudanças radicais instantâneas

Uma das coisas que me trava nesse entendimento é o fato de que nada do que já observei até hoje me leva a crer em 'mudanças radicais' de qualquer tipo (esperar uma iluminação sem o longo caminho da construção no Bem, que é o processo de iluminação a meu ver), epifänias podem redirecionar somente. Mas sempre posso estar errada.

setembro 2013 edited setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Uma das coisas que me trava nesse entendimento é o fato de que nada do que já observei até hoje me leva a crer em 'mudanças radicais' de qualquer tipo

Sim bebês não nascem homens maduros, sementes não produzem frutos da noite para o dia, nem homens viram anjos em uma misero tempo de uma vida.
Post edited by CRIATURO on setembro 2013

setembro 2013 Sinalizar0

afinidade é encontrada na alma e não no sangue

setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Estamos em aprendizado, o conceito do Bem pleno ainda jaz distante mas se eu que sou só um grãozinho de poeira do cosmo tenho uma noção do que seja nem me passa pela cabeça que Deus não o tenha, rs.

Se ele tem tal conceito, não é igual ao nosso.
Ele não parece raciocinar em termos de bem e mal como nós, mas com base em outros parâmetros de certo e errado distinto do nosso modo de entendimento.
É isso que gera o famoso problema do mal, o qual não existe solução que possa deixar Deus como "bom" em um mundo onde animais se devoram, onde catástrofes e doenças correm soltas e Deus se omite a qualquer tentativa de socorrer as vitimas disso tudo.

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse:
Sim é aqui que sua lógica vai pro beleléu, vejamos:
eu = vontade própria= inexistente = mecânica divina = desejo divino

iluminação = matar o desejos mecânicos divinos (contraditoriamente voltando a ser um robô divino) trocando seis por meia duzia ?

Você poderia tentar salvar sua lógica reconhecendo que alem de desejos mecânicos divinos, possuímos alguma personalidade própria que deverá ser "descartada" na iluminação que nos fara unos com o todo Deus.
Não porque eu não disse que inexiste a vontade própria em si, disse que inexiste o mecanismo individual que origina essa vontade.
De onde vem essa vontade não nos é acessível e não parece ser algo separado do resto, a tal ponto que se possa dizer individual.

Como disse somos partes de um processo que nos transcende.

E como já disse, num processo de fusão, não cabem conceitos como "controlador" e "controlado", na fusão ambos são o mesmo.
CRIATURO disse: mecanismos de um corpo criado por Deus, logo nossos pensamentos tem origem em Deus e não são um nosso "eu" como você afirma e nisto não ha nenhuma contradição da minha parte,mas demonstrei no comentário acima, tudo indica que haver uma contradição na sua lógica.
Sim, nossos pensamentos tem origem na mecânica criada por Deus.
Mas que contradição existe até aqui? Não é diferente do fato de Deus nos ter feito ignorantes e sermos obrigados a aprender um grande numero de coisas, para evitar todos os problemas da ignorância que nos foi imposta.
Ser feito ignorante e ter que aprender a conviver, não é diferente de ser feito com desejos e ter que aprender a controlá-los.

Também não é contraditório o fato em si(pois tratamos de um FATO o qual tentamos entender e não de uma "lógica"), muito embora as razões de Deus sejam desconhecidas, existem muitas formas de explicar isso, eu especulo que seja uma forma de transição entre o mecânico e o vivo, é assim que Deus está nos dando vida.

Nós não entendemos o que é preciso para estar "vivo", nem o que diferencia seres conscientes de "robôs" com uma inteligencia artificial.
Seu estranhamento sobre o processo vem da perplexidade com esse tema e em querer saber e definir o que é de fato estar "vivo".

Cristo mesmo nos chama de "mortos", eu costumo usar o termo "transe" ou "zumbis"... mas da tudo na mesma.


CRIATURO disse: não seria mais egoísta um monge dedicado exclusivamente a iluminação pessoal ? (sei que este não é o seu caso).
Não se ele fizer isso por obrigação e não por "desejo" em ser um bom monge.
Como já foi dito, os ATOS são irrelevantes, o que importa são os motivos por trás dos atos.
Ser um monge isolado, ser um filantropo na comunidade ou ser um rico sentado na própria fortuna, tudo isso por si só é irrelevante, os atos em si não são o X da questão, mas sim aquilo que MOTIVA tais atos.

Você continua preocupado com a "aparência", com aquilo que se faz, sem se ligar que o que importa são as razões pelas quais tais atos são feitos.


CRIATURO disse: Ele afirmou que apesar de ser semelhante a Deus, Deus ainda era maior do que ele ou seja manteve uma diferença entre humanos e Deus, semelhantes não quer dizer idênticos, ou seja as personalidades próprias serão mantidas.
Você respondeu sua própria pergunta.
Deus é maior do que nós, se ele é o corpo, nós somos as células.
Agora, essa ligação com Deus não tem como ser plenamente entendida por nenhum de nós até que se realize, visto que tudo o que nós entendemos é a ilusão da individualidade e é com base nessa ilusão que nossa mente raciocina.


CRIATURO disse: Mas em nenhum momento ele mandou todos virarem monges numa exculsiva espera pelo o reencontro com Deus, nem disse peguem a sua cruz, abandonem suas vidas "mundanas" e me sigam para jejuar no deserto em busca da iluminação.
ele disse que horar pai e mãe é uma obrigação humana e que não devemos usar preceitos de homens para invalidarmos as leis de Deus.

E em que ser um monge desonra pai e mãe?

Ele disse para buscarmos o reino através da austeridade e com seriedade máxima, fazendo todo o necessário, inclusive dando os exemplos de que se nossa mão nos fizer pecar, que a arranquemos fora, ou se o nosso olho nos fizer pecar, que nos ceguemos, etc...

As práticas ensinadas (jejum, celibato, vigiar os pensamentos, não pecar nem em pensamento, etc), o exemplo de vida, mas a seriedade com que disse que deveríamos buscar o reino, já dão conta de que a vida fácil e mundana não são o caminho.
E ele diz sim para abandonar a vida mundana, justamente nos exemplos onde pessoas dizem que vão segui-lo, mas não estão dispostas a ir sem se despedir das famílias, ou antes de enterrar um ente querido, ou antes de terminar o trabalho.

Um desses exemplos é claro, o da família:

61 Ainda outro disse: "Vou seguir-te, Senhor, mas deixa-me primeiro voltar e despedir-me da minha família".
62 Jesus respondeu: "Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus". 

Aqui fica claro que NADA é mais importante do que o "reino de Deus" e que aquele que está preocupado com as coisas da vida, não estando inteiramente dedicado a "entrar no reino", não está apto a segui-lo.

Como dito, o Cristianismo não tem nada de fácil nem prega viver a vida mundana, mas sim a dedicação irrestrita a buscar o "reino de Deus" SEM OLHAR PARA TRÁS, para a vida que deixa!

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: a contradição não é querer aprender controlar os pensamentos de Deus criados mecanicamente pelo corpo, e sim querer anula-los totalmente tornando os inexistentes, voce esta atentado a descriar as obras divinas e isto não é um pensamento de Deus , não! e ironicamente tenta justificar para isso um suposta união com Deus, onde voltará a ser robotizado por ele.
6 por meia duzia ?
Como já disse Criaturo, a única contradição é na sua interpretação do que foi dito.
Quem está falando sobre "descriar" coisas e ser robotizado é você, não eu.
Eu falo somente sobre aprender sobre a própria mente a ponte de poder levá-la a outro estado mental onde desaparecem ilusões como a falsa noção de "eu".

Não "voltaríamos" a ser "robotizados" por nada, uma vez que "eu" é uma coisa que já não temos, então não podemos "perder" aquilo que já não temos.
Somente despertaríamos para quilo que já somos, que é algo unido a todo.

setembro 2013 Sinalizar0
CRIATURO disse: Se Deus nos deu uma mente confusa temos um Eu e uma vontade própria "diferente" da dele, por que Deus é iria querer voltar ao ponto de partida unificando-se novamente?
Mas se dentro desta unificação ainda existir vontades diferentes ali haverá EUs diferentes é nisto que eu aposto.
Ninguém falou sobre "voltar" a ponto de partida nenhum, é você quem acredita que "somos Deus auto iludido" e que tornar-se "um" com Deus, tem o sentido de voltar a ser Deus.
Ninguém aqui está falando sobre essa sua bobagem de ser Deus nesse sentido, muito menos de "voltar" a ser ele.

Estamos falando sobre perder a ILUSÃO de separação, pois já não somos separados, só nos entendemos mentalmente assim.
E estar unido e ser "um" com Deus, não significa ser o próprio Deus no sentido maior, de ser o todo.


CRIATURO disse:
Mas se dentro desta unificação ainda existir vontades diferentes ali haverá EUs diferentes é nisto que eu aposto.
Sim é nisso que você "acredita" e você deixa o que você acredita distorcer a realidade visivel a sua volta a tal ponto de não ser capaz de entender o que o outro diz, se não pelos seus próprios achismos do que você acredita que as coisas são.

Em nenhum momento eu sugeri que deixaremos de existir e só existirá Deus.


CRIATURO disse: existe uma grande diferença,algo totalmente mecânico não possui vontade própria assim pode ser controlado por outras vontades, sua teoria torna-se contraditória ao afirmar que sairemos da escravidão do Deus mecânico, para ser escravizados pelo Deus vivo , teoria essa do 6 pelo meia duzia.
Mostre qualquer coisa na natureza que exista por si só, sem ser controlada e criada por forças que a transcendam.
Você não pode pensar ou fazer escolhas sozinho, tudo são o resultado de forças, átomos, eletricidade, reações químicas, etc.
Isso é um fato, você não tem como apresentar uma "vontade" independente, tudo o que se pode ver é o resultado de algo que transcende qualquer coisas que possa ser apontada como um "eu".

Isso não é uma contradição, é o que a realidade mostra.

Da onde vem as "escolhas" que você faz? Mostre onde está esse "eu".
O ônus da prova aqui é seu.


CRIATURO disse:
como podemos fazer caridade sem sentir o desejo de praticar esta ação ?
como desvincular a ação do desejo em querer pratica-la ?
Fazendo por obrigação.
Por exemplo, você "deseja" praticar a caridade, isso significa que NÃO deve praticá-la.
Você não deseja praticar o celibato, isso significa que é o candidato ideal para praticá-lo.

Você faz aquilo que não quer fazer e deixa de fazer aquilo que quer, contrariando teus próprios desejos.


CRIATURO disse: estes são comparáveis aos hipócritas nazistas querendo construir um mundo melhor apenas para eles mesmos, ao custo do sacrifico alheio, são fariseus hipócritas colocando cruzes pesadas nas costas dos outros em nome de deus.
Não devemos esquecer quem carrega pesos fica mais forte.
Não Criaturo, são somente pessoas que julgam o "bem e o mal" diferente de você.
Deus discorda de todos nós nesse quesito e os desejos que você julga "bons" são tidos por Cristo como pecado.


CRIATURO disse: então não existem seres escravizados por um corpo mecânico, fusão de "todos" e "um" significa não existência de individualidades, um personalidade unica era o que havia antes da criação humana, sua teoria tenta descriar algo que Deus criou.
Como já disse Criaturo, você não sabe o que existia antes da criação humana, você não é Deus para saber sobre isso.


CRIATURO disse:
Veja que Jesus enquanto homem tinha vontade própria então a sua iluminação não era uno ao ponto de perder a identidade do seu "eu" humano.
É você que tenta endeusar Jesus por cobiçar a posição qual julga que ele está.

Deus tem identidade própria, Cristo negava a si mesmo e fazia tudo como seu pai desejava, não fazendo nada por si próprio a ponto de dar a própria vida como o pai desejava.


CRIATURO disse: se não temos um "eu" então nossa vontade ja é a divina, não havendo uma necessidade de união com Deus.
Se a nossa vontade não é a divina, isto prova que exitem outra vontades, ou seja personalidades "eu".
Não Criaturo, nossa vontade é MECÂNICA e nossa obrigação é TROCAR esse motor por uma imposição do próprio sistema no qual estamos imersos.


CRIATURO disse: Sua teoria da fusão homem e Deus é contrária a lógica da criação, pois retorna ao estado inicial da não criação quando só havia uma unica vontade Deus.
Essa não é a "logica" da Criação Criaturo, é só uma crença sua que volta mais uma vez para atrapalhar o debate, visto que em nenhuma momento foi sugerida a "volta" a esse estado que você ACREDITA ser o estado inicial das coisas.


CRIATURO disse: "Nós" era a unica vontade Deus antes da criação depois passou a ter o sobre nome Tudo e Todos individualmente.

Entendo, você sabe o que era tudo antes da criação... Onisciência ou ignorância?

setembro 2013 edited setembro 2013 Sinalizar0
salgueiro disse: Uma das coisas que me trava nesse entendimento é o fato de que nada do que já observei até hoje me leva a crer em 'mudanças radicais' de qualquer tipo (esperar uma iluminação sem o longo caminho da construção no Bem, que é o processo de iluminação a meu ver), epifänias podem redirecionar somente. Mas sempre posso estar errada.
É que vocês são espiritas e o espiritismo tem em alta conta ilusões humanas como noções de bem e mal e caridade, coisas que contrariam a realidade ao nosso redor.
E vocês filtram muito segundo seus próprios entendimentos, por exemplo "iluminação" não tem relação nenhuma com paz na terra, é somente uma coisa individual, um estado mental.

Vocês ainda esperam a transformação da terra em um paraíso ou a acensão a um lugar assim, quando na verdade não controlamos a realidade exterior, mas somente a nós mesmos e a nossas próprias mentes.

É preciso parar de querer mudar o mundo exterior e começamos a mudar a nós mesmos internamente, só podemos controlar nossa própria mente, não a amente alheia.
Não existe caridade alguma capaz de mudar o outro, só os indivíduos podem mudar a si próprios.

Não existe maior ilusão do que querer mudar o mundo e esperar por mudanças externas, quando a única coisa possível ao individuo é justamente a mudança interna.
A paz na terra ou o paraíso exterior são sonhos que o individuo por si só não pode atingir, diferente da iluminação que depende somente dele e está ao seu alcance.

A espera por um paraíso mítico é um sonho e uma promessa que se possível ou não, é algo que independe do nosso esforço pessoal, já a iluminação é um processo natural e ao alcance de todos aqui e agora. Que o ser humano ponha tudo de ponta cabeça e sonhe com o além vida e com o paraíso inalcançável, enquanto ignora a obrigação imediata e o que pode e deve ser feito aqui e agora é que é o grande mistério.
Post edited by sybok on setembro 2013

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: É que vocês são espiritas ...

E ... não entendi porque vc me quotou e deu essa resposta, já disse por várias vezes aqui que se alguém quiser mudar o mundo que mude a si mesmo entonces ...

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: em um mundo onde animais se devoram, onde catástrofes e doenças correm soltas e Deus se omite a qualquer tentativa de socorrer as vitimas disso tudo.

se ele mantem a vida eterna a morte não pode ser considerada um mal , alem do mais nem todos passam por isso, não existe paraísos nem infernos eternos, tudo são estágios transitórios de consciências.

setembro 2013 Sinalizar0
sybok disse: CRIATURO disse:
Sim é aqui que sua lógica vai pro beleléu, vejamos:
eu = vontade própria= inexistente = mecânica divina = desejo divino

iluminação = matar o desejos mecânicos divinos (contraditoriamente voltando a ser um robô divino) trocando seis por meia duzia ?

Você poderia tentar salvar sua lógica reconhecendo que alem de desejos mecânicos divinos, possuímos alguma personalidade própria que deverá ser "descartada" na iluminação que nos fara unos com o todo Deus.
Não porque eu não disse que inexiste a vontade própria em si, disse que inexiste o mecanismo individual que origina essa vontade.

ok ! então afirma que existe a vontade própria em si, portanto assume que existe um "eu" real em si.
Ao afirmar que este "eu" ja é formado pelo coletivo Deus torna ilógica sua teoria da iluminação necessária a esta reintegração.
mas vejamos, voce possui uma vontade diferente da minha logo possuímos mecanismos individuais gerando vontades individuais, ou seja o coletivo Deus manifesta vontades individualizadas em nós.
é inconcebível que Deus crie algo que possua vontade própria e que seja totalmente independente dele, ou melhor dizendo que não seja ele mesmo manifestando-se de outra forma, ou com níveis de consciências diferentes, da mecânica, humana ou ainda de algumas superioras desconhecidas pelo homem.


sybok disse: De onde vem essa vontade não nos é acessível e não parece ser algo separado do resto, a tal ponto que se possa dizer individual.

Tudo e todos vem de Deus e fazem partes de Deus e de fato não são separadas de Deus, individualidade não é = separado, por exemplo gêmeos xifópagos embora unidos são indivíduos, pois bem Deus é uma unica coisa manifestando-se em formas e "personalidades diferentes" ou seja individualizadas não por uma separação mas, sim por uma diferenciação em si mesmo.


sybok disse: E como já disse, num processo de fusão, não cabem conceitos como "controlador" e "controlado", na fusão ambos são o mesmo.
este estado só é possível na não-criação-humana, "este pensamento não é de Deus"


sybok disse: Ser feito ignorante e ter que aprender a conviver, não é diferente de ser feito com desejos e ter que aprender a controlá-los.

a sua iluminação não deseja apenas controlar os pensamento mecânicos ou diferenciados de Deus, pretende anula-los totalmente, deseja voltar a igualdade inicial Deus antes da criação humana, ou seja uma unica vontade , um único pensamento,mas enquanto "eu" pensar diferente de "voce" continuarei provando que a vontade de Deus é outra.


avatar
Admin
Admin

Mensagens : 1549
Data de inscrição : 14/06/2017

Ver perfil do usuário http://ateusxcrentes.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reencarnação: o mal nunca é uma escolha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum